Coronavírus e a ignorância global

A Covid-19 revelou como o mundo é propicio aos propagadores de ignorância. Uma das primeiras que ocorreram, por exemplo, foi chamar o Coronavírus de “Vírus Chinês”, com alguns insistindo nesta ideia ainda hoje. Ok, todos nós sabemos que a Covid-19 começou na cidade chinesa de Wuhan, que o governo da China provavelmente ocultou os primeiros casos, o que permitiu a explosão da doença mundialmente, e que existe interesse político em chamá-lo assim (não é de menos que Trump adore usar esse termo, eu diria até xenofóbico, em seus tweets). Mas eu pergunto desde quando essa doença teve realmente CEP fixo. Não demorou nada para que o Coronavírus se tornasse cidadão do mundo e ter carimbos no passaporte que dariam inveja em qualquer viajante com pretensões de dar a volta ao redor do globo. Mas a desinformação não para por aí.

Continue Lendo “Coronavírus e a ignorância global”

Breve crítica do documentário “O Dilema das Redes” da Netflix

Ontem assisti o documentário “O Dilema das Redes” na Netflix e posso dizer que serve de alerta para aquilo que já sabemos: quem está por trás das redes sociais: engenheiros de software, CEOs e entre outros responsáveis, criaram uma sofisticada engenharia social e tecnológica para que cada vez mais os indivíduos fiquem dependentes do softwares criados por eles. Google, Facebook, Instagram, Twitter e as demais redes sociais são verdadeiras armadilhas psicológicas de dependência, com algoritmos trilhões de vezes mais eficientes do que as tecnologias do passado prontos para tornar nossos cérebros adictos.

Continue Lendo “Breve crítica do documentário “O Dilema das Redes” da Netflix”