Minha relação com a escrita…

A escrita (literatura) é um hino à alegria, para mim a mais sublime das artes. Não que as outras artes sejam inferiores, tanto que a música talvez seja a única que alcança patamares metafísicos por exemplo, mas sem a escrita jamais chegaríamos onde chegamos. A comunicação e a história não seriam as mesmas sem ela. E de quebra é uma das principais fontes de deleite para milhões de leitores. É a perfeita união entre o prático e o agradável.

Escrever não é uma tarefa fácil para a maioria das pessoas, seja pela página em branco que nos assusta porque desafia nossa capacidade de criar, até para nós da lusofonia que temos que encarar as regras travessas do português (já adianto que não acredito no mito da nossa língua ser a mais complicada do mundo, ou até mesmo entre as mais difíceis, contudo é inegável que não se trata de um esperanto da vida em níveis de facilidade). O escritor que nunca erra ou o qual não passou por uma crise criativa é um mito, contudo de qualquer forma sempre existe espaço para melhorias.

Continue Lendo “Minha relação com a escrita…”